quarta-feira, 11 de março de 2015

DESEJO DE MORTE

Por muito tempo planejei matá-lo.
     Não permitiria que meu ódio ofuscasse meu objetivo.
     Havia mais de dez anos que eu começara a odiá-lo. Mesmo tendo sido amigos desde a adolescência, isso não me impedia o desejo de vê-lo morto. Apenas isso, morto.
     Ana guardaria luto até que as pessoas se convencessem de que era uma viúva sofrivelmente triste.
Postar um comentário