terça-feira, 15 de julho de 2008

A ÚLTIMA CARTA

Espero que você jamais tenha paz.

Tânia