terça-feira, 24 de junho de 2008

...

Nunca pensei que o amor pudesse nos causar tamanha tristeza, infelicidade.
Estou te escrevendo nesta bela noite de outono. Há a previsão de um inverno muito rigoroso este ano. Certa vez eu li que a palavra amor tem em sua origem o significado de capturar ou ser capturado. Inúmeras vezes agi feito um criminoso te ofendendo com minhas palavras. Te subestimando. Cego em minha própria ignorância; confiante do meu conhecimento. Ignorei por completo o quanto estive capturado por teu amor. E nunca observei o quanto meu amor feria o teu. Agora estou mastigando a minha própria solidão e saudade.
O covarde diante o inevitável nunca sabe o que fazer e toma a decisão errada.
Peço que me seja preservado o direito de não ser visto por ninguém de nossa família depois que abrirem esta porta. Todas as providências que deviam ser tomadas, já as tomei.
Nunca aceitei a fatalidade.

Com amor,
A.

segunda-feira, 9 de junho de 2008

...

Após 68 anos juntos, como poderia ser diferente?
Minha querida, não há outra possibilidade -
Eu te amo.

Teu
L.